sábado, 8 de outubro de 2011

Estilo

Essa semana, eu fui a São Paulo para conferir o Pense Moda, evento muito legal que vem com a proposta de deixar um pouco de lado o papo sobre quais seriam as tendências da estação, para ir mais à fundo em um assunto que tem essa profundidade, porém, muitas vezes é resumido aos desfiles da estação ou ao que será "it", "hot" ou "in"...



Mas enfim, ainda não vou falar do evento como um todo, isso é assunto para o próximo post...Por enquanto, o que eu quero falar por aqui, é sobre uma frase da Glória Kalil, dita na conversa com o Charles Cosac, enquanto falavam do livro "Glamour", sobre Diana Vreeland e seu "olho" destemido e excêntrico: "Estilo é escolha", ponto. Poucas palavras, mas que dizem tudo.





Glória conseguiu concretizar em algumas palavras, o que muitas pessoas - inclusive, em alguns momentos, eu - não conseguem expressar. Sim, nós somos nossas escolhas, nós aparecemos para o mundo, para outras pessoas, como nossas escolhas nos fazem.

Mas não pensem que quando se fala de "escolha", se fala no vestido que vai ser usado em tal evento, ou qual o "esmalte da semana" (been there)...Mas sim de toda e qualquer escolha que fazemos com o passar dos anos. E essa é a beleza da moda, beleza essa que vai bem além dos nossos closets.

Pobreza de espírito deve explicar a definição de moda somente como fornecedora de novas peças de roupas e acessórios. Moda é história, amor, cidade grande, cidade pequena, sotaque, idioma, calor, frio, lágrima, sorriso, poesia, música, novo e velho. E se nosso estilo provém de nossas escolhas, podemos dizer que a grande e única definição da moda é vida.

2 comentários: